sábado, 18 de outubro de 2008

Feelings

A indiferença mata. Eu tenho terror da indiferença. Muitas vezes, acho que o amor foi de férias. Não sei, se calhar hibernou. A amizade devia ser como os antibióticos. Devia-se tomar, pelo menos de oito em oito horas. O amor é como a amizade. Mas com sal e pimenta.
Onde há incompreensão os extremos não se atraem. Repelem-se. Desequilibram-se. Se a cumplicidade é algo de bom, porque é que ter um cúmplice é sempre mau?

2 comentários:

Anónimo disse...

Pode até parecer que hibernou... mas como ainda existem aqueles que odeiam o Inverno :) Parabéns por mais esta iniciativa... e já agora Contra a Indiferença: http://www.ami.org.pt/default.asp?id=p1p1p356p594&l=1

Deixo o meu grito!

Um beijinho e continua que estou atenta todos os dias :)

Alice

Mãe da Teresa disse...

02:52 uma co-piloto verdadeira

http://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&v=Qf6pySWRX0E&NR=1

se depois deste comentário ainda quiseres ser meu cúmplice darás provas de grande bravura e mereces uma condecoração.