terça-feira, 14 de outubro de 2008

A brincar, a brincar…

‘Pequeninos poemas de Shirasu escritos a pensar ou a brincar.’ Aqui há tempo li esta frase num jornal diário e achei-lhe piada. Não que me tenha deitado no chão à gargalhada, mas sim porque encontrei algo em que acredito, e levou-me a esboçar um sorriso daqueles. Daqueles que às vezes nos acontecem, quando o acaso encontra a verdade, e ficam felizes para sempre. E assim foi. Coisas feitas a pensar ou a brincar. Pois, voto nas duas. Pensar e brincar são duas coisas que deveriam andar sempre lado a lado, cruzando-se várias vezes ao dia. Se eu quiser chegar a algum lado a pensar, convém que eu consiga brincar. Brincar significar libertar-me para conseguir pensar. Que é como quem diz, pensar sem barreiras. É cortar de vez com as amarras que para aí existem impunemente, sempre afirmadas e reafirmadas pelo arautos da verdade. Em nome da verdade, por favor não brincar. Apenas pensar. Eu pessoalmente continuo a adorar as duas. Mas primeiro venha a brincadeira. É que quanto mais brinco, mais penso, mas nem sempre quanto mais penso, mais brinco. A coisa é mesmo assim. Penso, logo brinco ou será antes, brinco, logo penso?

4 comentários:

Anónimo disse...

Caríssimo, para mim, a frase mais certa deveria ser: "brinco... penso mais logo, se tiver tempo!".
Um grande abraço de parabéns pelo blog. Está muito bom! Já pensaste em por a nu os teus pensamentos? Falo em escrever um livro. Tomo a liberdade de deixar uma sugestão trocadilho: "pensamentos nu dia". Podias contar já com um comprador! -rt-

Mãe da Teresa disse...

brinco, logo, furo
brinco, logo, brilho
brinco, logo, riso
brinco, logo, puro

Mãe da Teresa disse...

http://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&v=_r-ZPJ_RFv8&NR=1

eu estou não no chão, mas na cadeira a rir. tenho quase a certeza que tu não, pois o meu sentido de amor é diferente de todas as pessoas que conheço, inclusivamente numa sala cheia de gente. Talvez devesse emigrar e ir rir para ao pé do Adam Sandler ou do Mark Wahlberg. Por acaso podes apresentar-me à Lena d'Água?

Mãe da Teresa disse...

onde se lê amor leia-se humor